Buscar
  • Carla LOBAO - L' Services

Dez coisas que deve saber sobre Trabalho Temporário (l'intérim)

O trabalho temporário oferece uma remuneração atractiva que compensa o estatuto precário. É adequado para si? Usufrui dos benefícios que ele proporciona? Uma uma forma de trabalho em rápido crescimento.




É uma boa maneira de encontrar um emprego rapidamente

O trabalho temporário é um excelente veículo de integração profissional, uma vez que três quartos dos novos trabalhadores temporários estavam anteriormente desempregados. Além disso, o sector acolhe pessoas pouco qualificadas. Existem actualmente 40% de trabalhadores não qualificados a trabalhar no sector. Nos últimos dois anos, os trabalhadores temporários representaram quase 550.000 empregos equivalente ao de tempo integral (ETI). A tendência manteve se nos anos seguintes (+6,1% nos primeiros onze meses), os setores de transporte, construção e comércio lideram o caminho. Por outro lado, o emprego continua precário: apenas 8% dos trabalhadores temporários obtêm um contrato permanente (CDI) após um ano, de acordo com o estudo "Cross-check" do Observatório do Trabalho Temporário.


A agência de trabalho temporário é o empregador

Fisicamente, trabalha numa empresa (chamada "empresa usuária") mas, legalmente, é a empresa de trabalho temporário (ETT) que é seu empregador e lhe paga o salário. Assina um contrato de trabalho com eles, enquanto que eles assinam um contrato de destacamento com a empresa usuária. Em termos de hierarquia, deve cumprir as regras em vigor na empresa onde trabalha, pois o vínculo de subordinação é transferido para a empresa usuaria.


Os contratos são curtos mas renováveis

A utilização do trabalho temporário é prevista para casos muito específicos, como a substituição de um trabalhador ou o trabalho adicional. Os contratos são, portanto, curtos. A sua missão pode ser renovada uma vez na mesma empresa, até à duração máxima autorizada pelo Código do Trabalho (dezoito meses na maioria dos casos). O período de carência, fixado num terço da duração do contrato anterior (metade para contratos de menos de catorze dias), deve ser respeitado antes de utilizar um novo contrato de cessão na mesma posição. Por exemplo, se o seu contrato anterior durou seis meses, incluindo a renovação, é necessário esperar dois meses antes de poder retornar a essa posição (serviço) . No entanto, não é necessário respeitar esse prazo se o usuário modificar sociedades ou posições. Note que a duração do contrato é avaliada em dias de calendário, mas o período de espera é calculado em dias de abertura do estabelecimento em causa.


As condições de emprego são idênticas...

Um trabalhador temporário beneficia das mesmas condições de trabalho que os trabalhadores fixos da empresa utilizadora: remuneração equivalente a igual competência e experiência, o mesmo equipamento de segurança, vales-refeição ou restaurante da empresa, etc. Os direitos ao RTT (redução do tempo de trabalho) e à licença (dois dias e meio por mês de trabalho).


mas há mais acidentes de trabalho

O índice de frequência dos acidentes de trabalho (ou seja, o número de acidentes por 1000 trabalhadores) foi de 44,8 % em 2015 no sector do trabalho temporário, contra 33,9 % em todos os sectores, segundo a Caisse nationale de l'Assurance-maladie des travailleurs salariés (Cnamts). Isto deve-se aos sectores em que se concentram os trabalhadores temporários (construção, indústria), mas também à falta de conhecimento da empresa. A maioria dos acidentes ocorre no início do turno. Em caso de acidente, a empresa utilizadora é responsável.


Os subsídios são atraentes no final do contrato

Para compensar a precariedade do trabalho temporário, tem direito a um subsídio de cessação de funções (IFM). Este representa 10% do salário bruto recebido durante toda a duração do contrato. O pagamento de férias pagas é adicionado (10% do total).

Por exemplo, o seu salário bruto durante um mês é de €2.000, e o seu contrato dura quatro meses: no final deste , receberá €800 de MFIs (10% de €4.000) e €880 em pagamento de férias pagas (10% de €8.000 + €800), ou €9.680, mais qualquer compensação por dias RTT não utilizados. Observe que o IFM não é pago se o contrato for renovado ou se a empresa usuária contratar o usuário com contrato permanente.


Os trabalhadores temporários contribuem para a sua reforma

Como qualquer empregado, os trabalhadores temporários contribuem para o regime geral sempre que trabalham. Para validar o primeiro trimestre, deve contribuir com base em 150 vezes o salário mínimo horário bruto (9,76 euros ), ou 1.464 euros, independentemente do número de contratos e meses trabalhados para atingir este limiar. Com 5.856 euros acumulados , ganha quatro quartos das contribuições de pensão, o máximo possível. No entanto, se o seu salário é muito maior em um determinado mês, o salário só é levado em conta até o montante mensal do limite máximo da Segurança Social (3.269 euros).


Têm direito a prestações de desemprego e formação

Desde que tenha trabalhado pelo menos 610 horas nos últimos 28 meses (os últimos 36 meses para pessoas com mais de 50 anos), pode receber o subsídio de desemprego do Pôle Emploi. Deve então atualizar a organização a cada mês. Pode frequentar formação, enquanto continua a ser pago. Um conselheiro de desenvolvimento profissional do Fonds d'assurance formation du travail temporaire (FAFTTT) pode encaminhá-lo. A sua conta de formação pessoal (CPF) é gradualmente reabastecida proporcionalmente às horas trabalhadas. 1.607 horas trabalhadas por ano (o equivalente a tempo inteiro) dão direito a 24 horas de formação.

d’un logement est réservée à ceux qui cumulent au moins 600 heures d’intérim. Mais les séjours de vacances à petits prix, par exemple, sont accessibles dès la première heure d’intérim.


Beneficiam de prestações sociais específicas

O Fundo de Acção Social para o Trabalho Temporário (FASTTT) oferece soluções para o acesso ao crédito e à habitação, aluguer de veículos a preços muito baixos, cuidados infantis de emergência a 1 euro por hora, etc. O subsídio de 50% para pagar uma caução e a garantia quando se aluga uma habitação é reservado para aqueles que tenham acumulado pelo menos 600 horas de trabalho temporário.


O trabalho temporário pode ser uma escolha de vida

De acordo com o estudo do Observatório das Agências Temporárias , 22% dos trabalhadores temporários consideram esta forma de trabalho como uma solução adaptada ao seu estilo de vida ou como um bom meio de aprendizagem e formação.


L' Services - Balcão Unico do Emigrante

04.81.91.48.95

37 Rue des martyrs de la résistance

69200 Venissieux

www.lservices.fr/marcar-rdv

www.facebook.com/lserviceslyon

@CLServiceslyon

157 visualizações